JUVENTUDE socialmente vulnerável: o que se pode fazer? Parte I

PROGRAMA AÇÃO JOVEM

A grande maioria das pessoas confunde o papel da Assistência Social (após a implantação do SUAS-Sistema Único) no tocante ao apoio à juventude. Primordialmente é a política educacional que deve ser garantida para a formação do adolescente e do jovem. E encontramos sérias dificuldades com a progressão de séries: quanto mais avança a idade do jovem, o percentual de abandono escolar/desinteresse cresce também.

Um dos programas de Assistência Social que visa dar apoio à Educação é o AÇÃO JOVEM. Criado e financiado pelo Governo do Estado, o AÇÃO JOVEM é voltado para famílias de baixa renda e tem o objetivo de incentivar o jovem a concluir seus estudos. Em suma, o AÇÃO JOVEM oferece um bolsa-incentivo de R$ 80 por mês além de oficinas sócio-educativas coordenadas pelos CRAS.

AMPLIAÇÃO DE 260% NAS VAGAS

Em Abril de 2011, ainda ocupando a Secretaria de Assistência Social, conseguimos umaumento significativo do limite de vagas: de 650 para 1.719. Na época, realizou-se um trabalho de divulgação na Rede Estadual de Ensino para divulgar o programa e efetuar novos cadastramentos.

DESAFIO E COMPROMISSO

 Por conhecer a fundo o funcionamento dos programas de Assistência Social e outros para a JUVENTUDE, quero lutar para que o programa AÇÃO JOVEM continue sendo apoiodo pela comunidade assisense e tenha recursos suficientes para seu aprimoramento.

Veja matéria completa: http://www.assisnoticias.com.br/site/?p=ver_noticia&cod_noticia=11285

Share Button

Deixe uma resposta